// você está lendo...

Barulho e Desordem

Hotel Santa Teresa: processo contra moradores completa 2 anos, sem solução

Hoje, 27/10/2011, completam-se 2 (dois) anos do processo movido pelo Hotel Santa Teresa e seu restaurante Tereze, contra 10 (dez) moradores do bairro, com o objetivo de proibi-los de denunciarem os abusos do estabelecimento, principalmente no que diz respeito ao barulho que perturba a vizinhança desde que o Hotel passou a usar irregularmente a rua Felício dos Santos como entrada principal, contrariando a legislação da APA.

O processo foi uma retaliação aos moradores que apresentaram por escrito uma reclamação ao administrador regional da época, Fábio Vinelli. Quanto tomou conhecimento da reclamação e recebeu dois autos de infração, o proprietário do hotel, Sr. Fançois Delort, ao invés de promover o tratamento acústico, resolveu punir aqueles que “ousaram” exercer o direito constitucional de reclamar providências ao poder público.

Amordaçados pelo Hotel Santa Teresa

O abuso de direito e o desrespeito à vizinhança são os instrumentos utilizados para explorar a tranquilidade de nosso bairro, à revelia dos limites de poluição sonora e das restrições impostas pela legislação à atividade exercida naquele local.A AMAST apoia as vítimas desse processo absurdo e lamenta que um cidadão estrangeiro continue a tripudiar sobre a lei e sobre a dignidade das pessoas de forma tão covarde, como jamais teria a petulância de fazer em seu país de origem.

Discussão

Ninguém comentou ainda.

Post a comment

You must be logged in to post a comment.